Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

insubmisso-sempre



Segunda-feira, 19.08.13

AS AMPLAS LIBERDADES EM VERSÃO YANKEE

A democracia afinal é assim uma coisa que se deve servir à medida do interessado. O tal paraíso da democracia e das amplas liberdades, conclui-se agora, não a tolera quando é a si que cabe ser democrata e amplo na liberdade que concede. O caso Snowden é bem exemplo disso. O homem disse ao mundo o que os yankees andavam a fazer e isso não pode acontecer. Fosse ele chinês, cubano, boliviano, venezuelano, russo ou mesmo brasileiro ou argentino... fosse o que fosse e os yankees seriam os primeiros a encontrar umas quantas razões humanitárias para lhe dar guarida; fossem os states os espiolhados e estaria encontrada a causa para uma agressão... agora assim?! um Snowden americano?! Pode lá ser! E se não se apanha o Snowden apanham-se os que se dão com os que se dão com ele.

 

Esta equivalência de David Miranda a terrorista em trânsito não lembraria ao diabo mas, pelos que se viu, lembrou a gente de carne e osso. Não há dúvida que a democracia, a liberdade, os terroristas e etc, etc, etc... serão bons ou serão maus conforme interessa. E, neste caso, o que parece interessar é apenas o que interessa aos yankees. Como diria o outro: temos pena!

 

PARA QUE AINDA NÃO VIU: http://www.youtube.com/watch?v=YrXl8ECp68k&list=PLYmwFR_XLSpZl5HDlbsBWrKO0sclM1fdS

Autoria e outros dados (tags, etc)

por insubmisso-sempre às 22:53

Segunda-feira, 19.08.13

A CHULICE ALEMÃ

Afinal há quem ganhe MUUUUIIIITO com a crise. Enquanto por cá os portugueses já andam de calças na mão, os "altruístas" alemães já ganharam com a brincadeira 41 mil milhões de euros. É um escândalo! Como é possível essa anedota do Passos Coelho e quejandos andarem à procura de nos lixar 4.700 milhões de euros nas funções sociais do Estado - porque os alemães e outros o exigem e o Coelho acha bem - mas, à custa da nossa desgraça, já  a frau Merkel arrecadou 10 vezes mais? Mas será que do que ganharam à nossa custa não dispensam 10%, no âmbito daquilo a que chamam a tal ajuda aos países em dificuldade? Como diz o povo, isto tem um nome: chulice!

 

Mas, bem vistas as coisas, aí estão eles, mais uma vez, a provocarem a desgraça alheia para se governarem à grande e à alemã!

 

À MAFARRICA ALEMÃ: http://www.youtube.com/watch?v=X4i6yWBz2Mw

Autoria e outros dados (tags, etc)

por insubmisso-sempre às 22:42

Segunda-feira, 19.08.13

OS PAPAGAIOS DO PODER SÃO MAIS CHATOS QUE O PAPAGAIO DO MEU VIZINHO

Os papagaios do poder vão desfilando nas televisões, normalmente ao longo do fim de semana, e têm todos o mesmo estilo. Aparentemente críticos em relação ao governo, parecendo estar do lado dos que reclamam - às vezes até considerando justas as reclamações -, à medida que se aproximam da conclusão, o sentido da sua pregação trai essa aparente crítica e lá se vai a crítica máscara.

 

- Em relação a alguns dos protestos, como disse, fazem questão em considerá-los justos, mas depois, em relação à forma de protestar, normalmente já a consideram injustificada.

 

- Em relação às pressões dos governantes, por exemplo, sobre os juízes do Tribunal Constitucional, acham mal, todavia, é sua opinião que aqueles juízes deverão ter em conta um conjunto de fatores nas suas decisões, designadamente aqueles que, afinal, o governo usou na argumentação para procurar influenciar a decisão.

 

- Sobre os cortes e mais cortes impostos aos portugueses dizem que, na realidade, são um exagero e que o governo deveria ser comedido nessa prática, mas logo se apressam a afirmar que, no entanto, há indicadores económicos que parecem estar a reagir positivamente (mas que grande aldrabice, que resulta de uma inadmissível manipulação da opinião pública, através de leituras facciosas dos dados!), logo, implicitamente, deixam passar a ideia de que, afinal de contas, os cortes, as políticas e as medidas que o governo impõe, com muita violência, são acertados.

 

Estes papagaios são pagos para serem assim mesmo. Não são pagos para serem opositores ou declarados defensores. Não são pagos para serem verdadeiros. São pagos para isto mesmo: aparentemente críticos em relação ao que se passa, concluem sempre - através de um discurso que deixa passar a ideia - favoravelmente ao que o governo do seu partido está a fazer. E como é preciso preparar a alternância, criando condições para o regresso dos que, como PSD e CDS, são responsáveis pela agressão que está a ser movida aos portugueses, o PS também lá tem os seus assentos devidamente reservados,  entregues a gente que, chegado o momento, fará exatamente da mesma forma.

 

Longínquo vai o tempo em que, nas televisões, surgiam os  tais politólogos. Agora são mesmo os politiqueiros que, com os seus sermões, confirmam não passar de papagaios do poder. E estes saem mais caros do que o papagaio dos meus vizinhos que apenas exige um pouco de ração, um bocado de atenção e uma enorme paciência, pois esse, nos momentos em que já não há paciência para o ouvir, continua a repetir "Olá" e "Onde é que vais?", vezes sem conta, e não há comando que o cale. Já os papagaios do poder - e isso é uma vantagem - são mais fáceis de calar, basta carregar no botão "ligar/desligar" e mandá-los pregar para outra freguesia.

 

 

PAPAGUEANDO: http://www.youtube.com/watch?v=dyxM9iZdGZA

Autoria e outros dados (tags, etc)

por insubmisso-sempre às 10:19

Segunda-feira, 19.08.13

É PRECISO APRESSAR O QUE PARECE NÃO TER FIM!

É preciso apressar o que parece não ter fim. Todos os dias se anunciam mais cortes e sacrifícios para quem trabalha e para quem está reformado. Mas todos os dias se exercem novas pressões sobre quem está a ser vítima desses roubos, de maneira a que, expetantes, acabem por "aceitar" os roubos na expetativa de as coisas poderem parar e, quem sabe, até melhorarem um pouco. Trapalhão, Passos Coelho vai tentanto gerir as coisas com a ajuda dos intoxicantes comentadores que as televisões contrataram para fazerem esse servicinho e com um rosto de aparente preocupação com o que está a acontecer.

 

Estes trafulhas não têm limites para o que estão a fazer. Irão continuar até destruirem tudo o que o nosso povo conseguiu construir com democracia, com luta e com grande responsabilidade. Olhando e esperando a sua oportunidade, os abutres esfregam as mãos adivinhando o dia, que julgam cada vez mais próximo, em que irão banquetear-se com o que restar desta guerra declarada aos portugueses.

 

A solução passa por pôr fim ao reinado da canalha e quanto mais depressa isso acontecer, melhor será. Ou seja, é nossa obrigação apressar o que parece não ter fim... com a nossa luta!

Autoria e outros dados (tags, etc)

por insubmisso-sempre às 10:08


Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Agosto 2013

D S T Q Q S S
123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031