Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

insubmisso-sempre



Terça-feira, 04.03.14

SOLIDARIEDADE COM A VENEZUELA; REPÚDIO FACE À AGRESSÃO YANKEE!

A Venezuela é tema sempre presente nos noticiários das nossas queridas televisões. Acontece que as reportagens que aí surgem, "made in USA" são apenas o que interessa que sejam para pacóvio ver. O problema é quando o alegado pacóvio já viu isto em 2002 e agora percebe exatamente do que se trata. Afinal, quem cria estas mensagens que se repetem incessantemente nas televisões são os mesmos que passaram as convicentes notícias das armas de destruição maciça no Iraque e, à custa dessa aldrabice, destruíram o país.

Há dias, um canal de televisão esforçava-se, no aeroporto do Funchal, para que alguns portugueses residentes na Venezuela e que chegavam de férias à sua terra natal, declarassem o medo frente às câmaras e dissessem não querer voltar para o país que os acolheu. Não conseguiram e, pelo contrário, os nossos emigrantes foram dizendo que nem lhes passava pela cabeça não regressar e quando um afirmou que o que se vê aqui não é exatamente o que se passa lá, logo se acabou ali a sua conversa.

Estamos perante a repetição de tentativa de golpe de Estado planeada entre a direita mais reaccionária, os grupos fascistas e a representação diplomática dos EUA e de alguns dos seus aliados, afinal, os mesmos que odeiam outros governos sulamericanos, mas, ali, têm o incentivo petrolífero. Por isso, os fortes financiamentos norte americanos para desestabilizar a Venezuela são tidos, para os EUA, como um investimento.

Desestabilização e assassinatos indiscriminados são perpetrados por grupos para-militares e terroristas diversos que apostam na destruição e semeiam o medo. Acusa-se a polícia por tentar impedir que isso aconteça. Mas é natural que o faça, não? Olha o que aconteceu junto ao Parlamento, em Lisboa, quando a polícia carregou sobre manifestantes, aí sim, de forma indiscriminada. Mas será que, agora, se acha que democrático é incendiar, agredir e destruir? Não me parece, parecendo-me legítimo, isso sim, e em nome da democracia e do bem estar dos cidadãos, que seja posto travão ao banditismo que Caprilles e outros fascistas estão a levar para as ruas. Imagine-se se essa gentalha chega ao poder...

Mas os americanos e os seus amigos não querem saber de nada disso e estão-se a borrifar nas pessoas, desde que os seus interesses bélicos e económicos fiquem a ganhar. Provocaram o caos no Iraque, no Afeganistão, no Egito, na Síria, na Líbia, na Tunísia, mas eles querem lá saber disso. Estão servidos, que se lixem as vítimas do seu terrorismode.

Na Venezuela realizaram-se 19 atos eleitorais nos últimos 15 anos e foi dessa forma que os venezuelanos reafirmaram o rumo progressista da sua Revolução Bolivariana. Em quantos países ditos democráticos isso aconteceu e em quantos deles a democracia foi respeitada, como na Venezuela, nomeadamente em períodos eleitorais?

O povo venezuelano merece toda a nossa solidariedade, face a mais esta violenta agressão fascista de que está a ser vítima. Agressão física, é verdade, mas também económica e social. É uma vergonha, cada vez maior, esta hipocrisia mundial, onde quem mata e manda matar se arma depois em virgem ofendida.

Autoria e outros dados (tags, etc)

por insubmisso-sempre às 23:39



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Março 2014

D S T Q Q S S
1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031